“Tenho paixão pela companhia”

Empresária Luiza Helena Trajano falou ao grupo hamburguense Nexo na tarde de 28 de julho

 

A brecha na agenda de Luiza Helena Trajano, uma das figuras mais importantes do cenário corporativo brasileiro, para falar ao Nexo Governança Corporativa, de Novo Hamburgo, era de uma hora. Mas a conversa com a empresária, hoje na presidência do Conselho do Magazine Luiza, durou quase duas.

 

A pauta era sobre os desafios e conquistas da empresa, o crescimento que a companhia teve sob a condução da executiva, sucessão, ferramentas de governança e liderança feminina. Entre muitas atividades, Luiza é fundadora e líder do grupo Mulheres do Brasil, que defende a diversidade nos postos executivos, nos conselhos e no mercado de trabalho.

 

Sua empresa, hoje sob o comando da terceira geração com a presidência do filho Frederico Trajano, é exemplo de sucessão exitosa e nesse período, tem sido um case reverenciado pela sua bem sucedida transformação digital. “Temos muita paixão pela companhia”, diz, lembrando que a formação familiar privilegia que os membros sejam bons acionistas e proprietários, acima de bons gestores. Sobre sua forma de liderar, Luiza ressalta a valorização das pessoas, o espírito da venda e a sensibilidade: “intuição é experiência com um tipo de inteligência”.

 

A empresa, que vem colhendo resultados positivos durante a pandemia, registrou aumento de 46% de aumento no faturamento de maio, enquanto as 1100 lojas permaneciam fechadas. Os números de junho, segundo ela, serão ainda mais surpreendentes, mesmo com 70% das lojas físicas ainda fechadas, em uma operação fortemente ancorada no digital. O Magazine Luiza não demitiu nenhum funcionário em função da crise. Luiza Helena considera que de forma geral no Brasil o desemprego está grande porque o governo demorou para acudir as pequenas e médias empresas, mas ela é otimista. “O cenário é melhor do que pintam os economistas”, afirma. “É um país com potencial”, acredita.    

 

A conversa com o Nexo gerou um episódio de podcast, que você pode conferir neste link


Curta e compartilhe:

Comenta aí, o que você achou desse conteúdo?

Confira também:

Antonio Kandir e as sete diretrizes para os conselhos

Café da Manhã sobre sucessão ADIADO

Com a palavra, os sucessores