De olho no papel dos acionistas

Eduardo Gentil, do Cambridge Family Group e conselheiro de diversas empresas, palestrou ao Nexo sobre a mudança de atitude das famílias empresárias

 

A reunião mensal de setembro do Nexo Governança Corporativa, associação de membros de famílias empresárias com sede em Novo Hamburgo, teve como ponto principal a palestra com Eduardo Gentil, conselheiro de diversas empresas e integrante do Cambridge Family Group. Em um encontro virtual que reuniu 34 pessoas na tarde de quarta-feira, dia 16 de setembro, o consultor provocou uma reflexão sobre a atuação dos acionistas, que precisam pensar mais como donos, segundo ele parafraseou o também consultor John Davis. “Historicamente, ponderou Gentil, acionistas têm atitudes de gestor”.

 

As atitudes positivas do novo mindset dos acionistas, no caso das empresas familiares, aportam às organizações fatores como o desapego e visão de portfólio, a renovação no quadro de líderes, o ganho na perspectiva de visão estratégica e a busca de novas oportunidades para o negócio. O consultor também ressaltou a importância de que se proteja a cultura da empresa naqueles aspectos que se acredita ser a chave do sucesso. “Famílias precisam considerar a si mesmas como gestoras de seus ativos e valores, buscando uma missão familiar inspiradora”, avalia Gentil.

 


Curta e compartilhe:

Comenta aí, o que você achou desse conteúdo?

Confira também:

“Tenho paixão pela companhia”

Antonio Kandir e as sete diretrizes para os conselhos

Café da Manhã sobre sucessão ADIADO